Saturday, March 19, 2016

Comp Air 9, PR-ZRA: Fatal accident occurred March 19, 2016 near Campo de Marti Airport (SBMT), São Paulo

Former Vale CEO Roger Agnelli was among the dead in the Sao Paulo plane crash.
~

The former chief executive of the world's largest iron ore miner Vale, Roger Agnelli, was among seven people killed when a small plane crashed on Saturday in the northern suburbs of Brazil's largest city, Sao Paulo, O Globo newspaper reported.

Emergency services confirmed to Reuters that the pilot and six passengers were killed when the plane crashed shortly after takeoff from the airport of Campo de Marte in Sao Paulo's northern suburbs around 1520 local time.

One person on the ground was also injured when the 7-seater CA-9 aircraft slammed into two buildings, but other residents were removed unharmed, a spokesman for the local fire department said.

Weather in Sao Paulo was sunny and clear at the time of the crash.

Records for the National Agency of Civil Aviation (ANAC) showed the plane was owned by Agnelli, 56, who ran Vale for a decade until 2011, but a spokesman could not confirm the list of passengers.

Three senior sources in Brazil's business community told Reuters that he was on the plane, but it was not immediately possible to officially confirm this.

Known for his discipline and hot temper, Agnelli clinched Vale's top job in July 2001 after 19 years as an investment banker with Banco Bradesco SA, one of Vale's controlling shareholders.

At the mining giant, he instilled a culture of meritocracy that turned Vale into Brazil's No. 1 exporter for most of last decade.

In 2012, he made a partnership with Brazil's largest investment bank BTG Pactual to create B&A Mineracao, an investment company focused on the mining sector.

Um avião monomotor caiu sobre uma residência na Casa Verde, Zona Norte de São Paulo, na tarde deste sábado (19). Ao menos sete pessoas morreram e uma pessoa ficou ferida, segundo o Corpo de Bombeiros.

O proprietário do avião é o ex-presidente da mineradora Vale Roger Agnelli, segundo a Globonews. Não há a confirmação de que ele estava na aeronave.

Todos os mortos, quatro homens e uma mulher, estavam no avião. Uma mulher que fechava o portão da casa atingida ficou levemente ferida e foi levada ao Pronto-Socorro da Santa Casa, na região central da cidade, segundo os bombeiros.

O hospital, por meio da sua assessoria de imprensa, afirmou que a mulher que ficou ferida se assustou com o barulho da explosão e se jogou no chão e ficou com escoriações leves. Ela teve alta.

De acordo com a Infraero, havia sete pessoas no monomotor de prefixo PRZRA que caiu às 15h23 na cabeceira 12 do Aeroporto Campo de Marte, sobre uma casa de um bairro de classe média alta.

Os moradores da residência atingida pela queda da aeronave conseguiram escapar  pelos fundos da casa.

“Na casa tinham cinco pessoas que colocaram uma escada e saíram pelas portas dos fundos. Se não tivessem saído pelos fundos tinham sido queimados juntos", diz Toni Sargologos, de 46 anos, vizinho da família.

Sargologos diz ter visto o avião voando muito baixo, de forma estranha. Pouco tempo depois, ouviu um estrondo. Ele conta que saiu de sua casa para prestar socorro, mas foi impedido por conta do do fogo que atingiu arvores e veículos na via.

A aeronave caiu na Rua Frei Machado, 110, perto da Avenida Braz Leme. O aeroporto Campo de Marte está fechado desde as 15h30. Segundo o major Hengel Ricardo Pereira, do Corpo de Bombeiros, o trabalho de rescaldo foi concluído por volta das 19h30. Quinze carros e 45 bombeiros trabalharam na ocorrência.

Pereira ainda afirma que na hora da queda, uma mulher estava fechando o portão da residência atingida. Ela sofreu escoriações leves, foi levada para o pronto-socorro da Santa Casa, e recebeu alta no final da tarde.

O comandante explicou que a aeronave bateu na garagem da casa, um sobrado de três andares, e pegou a parte da sala. "Os corpos que nós achamos estavam no meio da fuselagem. Com o choque, a aeronave fez um buraco no chão.

Alguns corpos estavam dentro desse buraco. A gente acredita que essas sete vítimas estavam presentes na aeronave. Não sobrou nada do avião", descreve o major.

De acordo com a Infraero, havia sete pessoas no monomotor de prefixo PRZRA que caiu às 15h23 na cabeceira 12 do Aeroporto Campo de Marte, sobre uma casa de um bairro de classe média alta.

Original article can be found here:  http://g1.globo.com

No comments: